notícias
18/10/2013
MOPE recebe homenagem pelos 10 anos da empresa

Aos caros Alexis e demais amigos da equipe Mope,

Dez anos!

Passam rápido

Para quem observa de fora é mais ou menos como reencontrar, meses depois, com aquela mulher que você ouvira exclamar com exultação contagiante ao receber o resultado da sua gravidez: " estou com 4 semanas!". Mãe com o bebê no colo, agora é o observador que solta um surpreso: "Mas  nasceu? Parece que passaram só algumas semanas ..." Daí, mais um tempinho, sensação de um par de anos ou pouco mais, novo encontro e o rebento com 10 anos...

Pois é...

De fora do núcleo familiar não se veem, não se percebem, não se experimentam, não se vivenciam um monte de fatos e sensações. Os que fazem vibrar de alegria, esperança e conforto, ou os que chamam para a reflexão, cautela e, por vezes, angustiante espera. Resguardadas as devidas proporções, penso que a lógica da aventura de “gestar” e “criar” é de aplicação bastante ampla. Vale para uma criança ou para uma empresa.

De fora não se veem os períodos de enjoo, como às vezes ocorrem em nauseantes primeiros contatos com representantes de clientes quando, céticos, desconfiam de tudo.

De fora não se percebem as preocupações com o desenvolvimento saudável do baby, como durante alguns projetos, vitais para a empresa, parecem desafiar o tempo como contado de nossa perspectiva: em horas ou dias. A impressão é que se arrastam em ritmo desproporcional aos grandes esforços empreendidos ou às enormes expectativas. Ou como no recebimento daquela fatura, só confirmado no último minuto da véspera do vencimento da folha e daquele pesado boleto cujo prazo, antes vencido, o credor gentilmente prorrogou, sem encargos - desde que pago até aquela data. E aqueles que só chegaram depois da hora “H” – ou nem chegaram, forçando um "se-vira-daqui-e-dali " de última hora?

De fora, no entanto, também não se experimentam as alegrias das sensações inebriantes, reservadas tão somente àqueles que as vivenciam no exato momento em que acontecem: O primeiro movimento percebido dentro da barriga da mãe. A força do primeiro choro seria relatada pelo pai, com os olhos rasos d’agua. Primeiros passos. Pequenas evoluções e conquistas de cada dia, orgulhosamente celebradas. Primeiros e imprescindíveis aprendizados convertidos em hábil desenvoltura e autonomia na caminhada firme rumo ao desenvolvimento e às novas conquistas. Primeira solicitação formal de orçamento, primeira proposta emitida, primeiro contrato ganho após vários (e inevitáveis) tombos. Etapas simples que formam uma condição sine qua non para as grandes conquistas da organização: relacionamentos de confiança, recomendações de clientes satisfeitos, novas frentes de negócios, e tudo o mais que decorre daí. Alegrias que dão forma e sabor ao ambiente da construção corporativa. Alegrias nem um pouco menos relevantes que a vital saúde financeira do ente gestado, agora em desenvolvimento. Alegrias que só podem ser contadas de maneira fidedigna por quem esteve presente quando ocorreram. Alegrias que a equipe MOPE compartilha com brilho especial nos olhos.

Meus caros e competentes amigos, eu poderia ter escolhido outra figura para refletir sobre este momento especial que tenho o privilégio de celebrar junto com a equipe MOPE. Porém, para mim, poucas coisas na vida são tão marcantes como a geração dela própria e nossa capacidade de superação de limites, dádiva de Deus, que nos impulsiona rumo ao progresso da nossa caminhada. Assim enxergo a MOPE, que tem, entre as suas virtudes, grande abertura e persistência para gestar e desenvolver novas ideias, encarar novos desafios, reinventar-se de forma responsável e profissional: maturidade alcançada em apenas dez anos!

Alegro-me pela comemoração dos dez anos da MOPE e expresso meus sinceros votos de que ela siga resiliente, rumo à ampliação de sua coleção de vitórias, como o fez até agora.

Que cada um da MOPE EQUIPE-DEZ possa contagiar-nos sempre ao compartilhar com especial brilho nos olhos as conquistas e vitórias vindouras.

Que o sucesso continue! E que venha a MOPE 20 anos!

Um cordial abraço.

Fernando Esquarcio

Belo Hte. 19/09/2013

 

P.S.

Abaixo, o clipe musical feito especialmente para a ocasião, como também, as fotos da festa no Bar do John.

MOPE - Modelo Operacional Ltda.

Copyright ©2012 - MOPE
Design by Erick Fontes